Iluminação residencial: qual é a melhor para cada ambiente? | Triider
Quer saber como planejar uma boa iluminação residencial? Aqui, você encontrará dicas especiais para uma melhor utilização desse recurso em ambientes como quarto, sala, cozinha, banheiro e área externa.

Um bom projeto de iluminação residencial é fundamental para valorizar a decoração e a arquitetura de uma casa, além de transmitir as sensações ideais para cada ambiente do imóvel, como conforto e disposição.

Para realizar esse projeto, é importante conhecer modelos de lâmpadas, tipos de luminárias e outros conceitos para criar uma iluminação agradável, atingindo, assim, os objetivos da decoração.

Neste post, apresentaremos tudo o que você precisa saber sobre iluminação residencial para cada cômodo da sua casa. Acompanhe!

Iluminação residencial de acordo com os ambientes

Iluminação para sala

iluminação residencial, iluminação para sala, iluminação para sala de estar, iluminação para sala de jantar
Foto: Douglas Sheppard

A iluminação para a sala de estar deve incluir uma luz geral. Uma ótima opção são as luminárias de teto, que alcancem todos os pontos do ambiente.

Gesso em sanca e arandelas como pontos de luz também são escolhas incríveis, pois, além do charme, eles distribuem melhor a iluminação.

Se quiser destacar algum objeto, o ideal é usar luminárias direcionais e de pequeno alcance. A escolha do item a ser destacado deve ser cautelosa, para que a luz não gere reflexos inadequados.

Iluminação para quarto

iluminação residencial, iluminação para quarto, luz branca ou amarela

A iluminação para o quarto deve começar com a incidência do sol durante o dia. Isso colabora muito para o relógio biológico, o que auxilia no despertar natural e dá mais disposição.

À noite, há necessidade de iluminação artificial. Nesse caso, ela deve ser leve e agradável. Você pode usar luminárias ou teto com acabamento em gesso como rebatedores. Ter uma fonte de luz central, que ilumine de cima para baixo, também é fundamental.

Para a iluminação do quarto, aposte em abajures ou luminárias coloridas junto à cabeceira da cama. Elas ajudam a iluminar o quarto de forma mais amena e são ideais para quem gosta de ler antes de dormir ou precisa se levantar no meio da noite.

Iluminação para banheiro

iluminação residencial, iluminação para banheiro, luz branca ou amarela
Foto: Chastity Cortijo

Você pode personalizar o seu banheiro de acordo com a luz escolhida. Independentemente do tamanho, existem muitas variáveis a serem consideradas para que esse ambiente seja bem iluminado, como:

  • banheira: o ideal é que sejam utilizadas luzes indiretas não muito intensas, que proporcionem relaxamento;
  • box: quando é utilizado para depilação, por exemplo, precisa de mais claridade, então é necessária uma luz mais forte;
  • espelho: se é utilizado pelas mulheres para se maquiarem ou pelos homens para se barbearem, é necessário o acoplamento de uma luz auxiliar.

Portanto, no banheiro será necessário tanto a iluminação central, que pode ser composta por lâmpada de LED amarela ou branca ou por fluorescente, quanto variadas, com intensidades diferentes para destacar detalhes importantes.

Para a bancada, escolha lâmpadas de pelo menos 4000 K e alto IRC.

Iluminação para cozinha

iluminação residencial, iluminação para cozinha, luz branca ou amarela
Foto: Naomi Hebert

A iluminação de cozinha tem de ser eficiente, clara e difusa. Normalmente, a lâmpada mais utilizada é a de cor branca, que é mais intensa.

O ideal é que as bancadas de trabalho sejam bem iluminadas. Para isso, será necessário acrescentar pontos de luz. Outra boa opção é utilizar fitas de LED embaixo dos armários.

Iluminação para área externa

iluminação residencial, iluminação externa residencial, iluminação para área externa, luz branca ou amarela
Foto: Ross Sokolovski

Jardins, quintais e varandas merecem uma iluminação especial. Nesses ambientes, vários elementos podem ser explorados, como:

  • pendentes: esses objetos oferecem luz direcionada. Podem ser instalados acima de mesas ou poltronas para dar um ar mais confortável;
  • arandelas: funcionam como suporte para lâmpadas e podem ser instaladas nas paredes. Elas iluminam os objetos indiretamente;
  • refletores: para dar mais luz ao ambiente, eles são ótimas opções;
  • luminária solar: fornece luz por meio de um sistema inteligente que capta os raios solares durante o dia e os armazena para a noite. É um modelo mais econômico de fornecimento.

orçamentos de eletricistas, eletricistas, serviços elétricos

Dicas de iluminação

Entenda os tipos de lâmpadas e as características delas

iluminação residencial, tipos de lampada, luz branca ou amarela, como escolher iluminação
Foto: Jonathan Daniels

Incandescentes, LED e fluorescentes são os tipos de lâmpadas mais encontrados no comércio.

  • lâmpadas incandescentes: gastam menos energia e fornecem iluminação amarelada;
  • lâmpadas fluorescentes: duram mais, são mais econômicas e têm versões de luz branca ou amarela, sendo ótimas opções para criar vários pontos de iluminação.
  • lâmpadas de LED: a durabilidade é elevada e o consumo para fornecer luz é baixíssimo. Também oferecem luz branca ou amarela.

As lâmpadas que emitem cor amarelada deixam o ambiente mais leve. Se a ideia é iluminar dois espaços, opte por mesclar as duas cores para atender todos os tipos de necessidades.

Analise a influência das cores das paredes

iluminação residencial, iluminação para ambientes coloridos, luz branca ou amarela
Foto: Stefan Tan

A dica é usar cores claras nas paredes para uma melhor iluminação. Em conjunto com as lâmpadas, elas promovem a sensação de amplitude.

As cores escuras deixam o ambiente mais fashion. Se você optar por elas, utilize uma iluminação mais forte, pois elas absorvem mais luz, o que exige mais potência das lâmpadas.

Conheça produtos de iluminação para os cômodos

iluminação residencial, como escolher iluminação, luz branca ou amarela,
Foto: Patrick Schneider

Depois de realizado todo o planejamento de iluminação residencial, chega o momento de usar a criatividade para contrastar luz com objetos decorativos. Algumas opções são:

  • lustres: proporcionam iluminação direta. Além disso, valorizam a casa com o seu toque elegante e sofisticado;
  • pendentes: auxiliam no destaque da luz principal do cômodo. São excelentes opções para mesas de jantar, cantos de leitura e cabeceiras de cama;
  • spots: são pequenos pontos de luz embutidos no teto. Perfeitos para criar ambientes mais intimistas, dando ares românticos;
  • arandelas: disponíveis em vários modelos, ficam lindas tanto em paredes compostas por quadros quanto em cantinhos de luz mais baixa. Ideal para relaxar.

Contrate especialistas em iluminação residencial

iluminação residencial, projeto de iluminação, luz branca ou amarela, como escolher iluminação
Foto: Patrick Tomasso

Um projeto de iluminação é melhor aplicado com a ajuda de um especialista. Ele saberá exatamente os pontos a serem instalados, cuidará de toda a parte elétrica e fará tudo com cuidado para que não ocorram avarias em seus materiais. Consulte um arquiteto para essa etapa.

Já para a execução do serviço, você pode contar com o Triider. No aplicativo do Triider, você encontrará profissionais capacitados para auxiliá-lo nestes e em outros tipos de serviços. Todo o trabalho é desenvolvido com competência, técnica e qualidade.

Agora que você já sabe como fazer uma boa iluminação residencial e onde buscar auxílio para desenvolver o seu projeto, não perca mais tempo e inicie já os trabalhos! Com certeza você vai renovar as suas energias e se sentir mais relaxado após a mudança. Pode não parecer, mas uma boa iluminação tem grande influência em como nos sentimos.

Assine a nossa newsletter para ficar por dentro de todas as dicas sobre casa. Toda semana, lançamos conteúdos exclusivos sobre decoração, manutenção residencial e pequenas reformas em geral.

Escreva um comentário